Ainda durante o Econômico Mundial, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, antecipou que pretende reduzir de 34% para 15% a tributação das empresas no país. Em contrapartida, anunciou que esta redução deverá ser compensada com o aumento de outros impostos incidentes, por exemplo, sobre os juros sobre o capital próprio (JCP) e dividendos. Além disso, o Ministro confirmou a intenção do Brasil de se tornar membro da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) o mais cedo possível. Com a adesão do Brasil à OCDE espera-se que sejam fortalecidos os laços com economias desenvolvidas, favorecendo mais investimentos internacionais no país, assim como aumento nas exportações. A expectativa é que a adesão gere um aumento da confiança dos investidores no Brasil, além de possibilitar a captação de recursos no exterior com menores taxas de juros.