As notícias veiculadas nas últimas semanas a respeito da intenção do Governo Federal de abrir o capital de empresas estatais como Caixa Econômica Federal, BNDES, Banco do Brasil, Caixa Seguridade e CEDAE tem movimentado o mercado financeiro. No caso da CEF, os investidores estrangeiros, especialmente, apesar de aparentemente estarem ainda “em cima do muro” devido ao histórico de má gestão da estatal, tem manifestado interesse em dar uma segunda chance à empresa.

Pelas informações divulgadas até o momento, em relação à Caixa Seguridade, espera-se que até 50% do capital da empresa seja listado no mercado, o que renderá algo em torno de R$ 10 bilhões à seguradora. Mas toda a atenção dos investidores, estrangeiros e nacionais, ainda está voltada à venda de ativos do Banco do Brasil. A experiência do Banco estatal com o êxito do IPO da BB Seguridade, traz maior confiança aos investidores e por isso a ação tem sido bastante esperada.